Mais de mil filmes, séries e curtas argentinos para assistir de graça na web

Que os hermanos são referência na produção de bons materiais audiovisuais já não é novidade pra ninguém. Através de incentivos do governo, o cinema argentino se fortaleceu com o passar dos anos, tanto na qualidade quanto em bilheteria.

A Argentina é figurinha carimbada nos mais importantes festivais de cinema do mundo. Já foi indicada várias vezes ao Oscar de melhor filme estrangeiro e, levou a estatueta com A História Oficial (1985) e O Segredo dos Seus Olhos (2009).

Em 2018, de 550 filmes que estrearam no país, 238 eram produções nacionais. O problema para nós brasileiros é que poucos filmes dos hermanos chegam às nossas telonas e, na Netflix, há pouca variedade de títulos. Por isso, o CINE.AR PLAY é uma ótima sugestão para aqueles que amam o cinema argentino e querem conhecer melhor suas produções.

Estreias no cinema e na plataforma por menos de R$ 2,50

Outra estratégia para popularizar os filmes entre os argentinos é o Cine Gaumont. Localizado pertinho do Congresso da Nação, em Buenos Aires, o local exibe, desde 2003, somente produções nacionais. Toda semana tem estreias e, normalmente, estão em cartaz, no mínimo, 10 títulos. Até início deste ano o custo da entrada era de $ 30 pesos (menos de R$ 2,50).

Mas em época de quarentena, óbvio que o cinema está fechado, porém, também é possível assisti-los pela plataforma do CINE.AR PLAY pagando a mesma quantia que pagaria na bilheteria do cinema.

Como funciona?

Se você já está familiarizado com a Netflix, Amazon Prime, Globo Play ou outras, não encontrará problemas em utilizar a plataforma do CINE.AR PLAY. Ao acessá-lo, no canto superior direito, em “iniciar sesión”, você pode criar seu usuário. Depois disso, já pode navegar pelo catálogo. Há mais de mil filmes, séries, curtas, especiais e estreias. Também pode buscar as produções por gêneros. Assim como outras plataformas, há a possibilidade de marcar os títulos que quer colocar na sua lista em “mi sala”. Depois de assistir, você também pode atribuir uma nota de 0 a 5 à produção.

Desafio

Como a plataforma do CINE.AR PLAY é pensada para consumo interno, as produções não têm legendas em português. Porém, minha sugestão nessa quarentena, é sair da zona de conforto e tentar aprender um novo idioma. Que tal dar o play em uma película argentina, ouvir o castelhano e tentar entendê-la sem a necessidade de legendas? Aliás, muitos curtas de animação presentes no serviço de streaming sequer têm diálogos.

10 PRODUÇÕES ARGENTINAS PARA VER NA QUARENTENA

É bem comum a gente ficar um tempão procurando um filme para assistir e, quando percebe, já é tarde e não decidimos o que ver, não é mesmo? Pensando em te dar uma mãozinha na busca, separei 10 sugestões para quem está chegando na plataforma:

  1. VINO PARA ROBAR (filme, 2013)

Sebastián conhece Natalia quando está tentando roubar uma importante obra de arte de um museu, e ela tira a obra dele. Rivais declarados, os dois terão que trabalhar juntos em um roubo mais complexo: um valioso e único frasco de Malbec de Burdeos, do século XIX, catalogado como um dos melhores vinhos do mundo e muito bem guardado no cofre de um banco em Mendoza.

Assista clicando aqui

  1. EL HIJO DE LA NOVIA (filme, 2001)

Rafael (Ricardo Darín) é dono de um restaurante e está sobrecarregado pela rotina. A decisão de seu pai em se casar com sua mãe na igreja, juntamente com o aparecimento de um amigo de infância, o fará repensar sua vida. Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Assista clicando aqui

 

  1. DOS MÁS DOS (filme, 2012)

Diego, Emilia, Richard e Betina são amigos há muitos anos, que aos 40, são profissionais de sucesso. Numa noite de comemoração, Richard e Betina confessam aos amigos que praticam a troca de casais e que gostariam de compartilhar essa prática com eles.

Assista aqui.

  1. PADRE (curta de animação, 2013)

Dia após dia, a filha de um soldado doente dedica-se a cuidar do pai. A ditadura terminou na Argentina, mas não na vida dessa mulher.

Assista aqui

  1. REINA DE CORAZONES (documentário, 2016)

Através da arte, a cooperativa Artetrans nasceu com o objetivo de tirar seus membros da prostituição. Os protagonistas contam seus sonhos, lutam e compartilham suas realidades para serem aceitos e pertencerem à sociedade.

Assista aqui. 

 

  1. RARA (filme, 2016)

Desde o divórcio de seus pais, Sara e sua irmãzinha moram com a mãe e a namorada. Embora para eles a situação seja perfeitamente normal, nem todo mundo pensa o mesmo. De fato, seu pai mantém suas reservas sobre isso e pede a custódia das meninas. As pequenas tentarão entender e lidar com a situação.

Assista aqui.

  1. PARIR (documentário, 2017)

Todos os dias centenas de mulheres dão à luz em hospitais e clínicas. Um em cada três bebês nasce por cesariana. Vanesa, Mariana e Nayla estão grávidas. Cada um tem uma história diferente, mas as três compartilham o mesmo objetivo: dar à luz naturalmente e aproveitar esse momento único.

Assista aqui.

  1. ESTEROS (filme, 2017)

Matías e Jerónimo são amigos em Paso de los Libres. No verão, antes do ensino médio, o desejo aparece entre eles. Atravessada por preconceitos familiares, sua história de amor é interrompida. Porém, mais de dez anos depois, eles se reencontram e têm uma nova oportunidade.

Assista aqui.

  1. BUENOS AIRES 100 KM (filme, 2004)

Cinco amigos de treze anos começam a entender que a vida não é apenas andar de bicicleta ou ganhar um jogo de futebol. Um lugar, muitos segredos e garotos querendo crescer de repente.

Assista aqui.

  1. RAÍDOS (documentário, 2018)

Ao longo de um ano, um grupo de jovens procura sobreviver da colheita de folhas de erva-mate, um trabalho doloroso e mal remunerado que consome seus corpos.

Assista aqui.

 

APP CINE.AR PLAY

O acesso à plataforma de streaming também pode ser feito pelo celular. Clique aqui para fazer o donwload.

 

Rafael Guerra

Publicitário (sempre no meio de jornalistas). Especialista em Cinema. Alguém que enche a alma de curiosidade, vaga-lumes e estrelas. Aprendeu a amar a sétima arte nas madrugadas do Corujão e trabalhando em videolocadoras. É o louco do torrent, Netflix e do HD cheio de filmes.

Inscreva-se

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *