Edilberto Bérgamo apresenta seu novo trabalho em Santa Maria

Foto: Daniel Bastos

O músico e compositor Edilberto Bérgamo apresenta, nesta sexta-feira, um show de pré-lançamento do seu CD “Coração de Cordeona”, em Santa Maria.  O show será no Vaca Profana. O novo trabalho é uma comemoração aos 30 anos de carreira do gaiteiro, e é resultado de um projeto que foi registrado em CD e documentário para o YouTube.

No repertório do show, estão temas que fazem parte do álbum e também temas Instrumentais dos CDs Fronteiro, Alma Guarani, Chamamérica, Oito Baixos de Botão e Recuerdo.
Além das autorais, estão no repertório músicas de outros artistas, que fazem parte da trajetória musical e são referências no canto e na cordeona.

Edilberto vem acompanhado dos músicos Ariel Vicente, Pedro Terra e Ariel Vicente. O evento tem produção do #SeloGadea e é uma realização da Deprá Barber Club.
A última vinda do Edilberto Bérgamo em Santa Maria foi no palco do Theatro Treze de Maio quando, reestreou o grupo Alma Musiqueira do qual é um dos fundadores.

Serviço

Show Pré Lançamento CD Coração de Cordeona.

Música Regional com Edilberto Bérgamo.
07 de Junho, sexta-feira no Vaca Profana.

Meia entrada:  R$20
Antecipado pub geral: R$30
Na hora: R$40

Saiba mais informações na página do evento, no Facebook

ingressos antecipados aqui.

Edilberto Bergamo nasceu em São Gabriel. Aos sete anos, ganhou seu primeiro acordeom, uma gaita de oito baixos,  com a qual começou seus estudos. Músico, arranjador e compositor, começou a carreira profissional aos 14 anos. Aos 16, passa a integrar o Grupo Minuano, do Paraná. De volta ao Rio Grande do Sul, começa sua trajetória em festivais nativistas, onde atualmente é nome consagrado, e conquistou várias premiações como arranjador, compositor e intérprete, tais como Estância da Canção Gaúcha, Musicanto, Coxilha Nativista, Um Canto Para Martin Fierro, Reponte da Canção, Canto dos Cardeais, Ponche Verde, Reculuta da Canção Crioula, Canto Sem Fronteira, Grito do Nativismo entre outros.  Em 1999, enquanto acompanhavam o cantor Luiz Marenco, Edilberto Bérgamo, Negrinho Martins, Egbert Parada, Luiz Clóvis Girard e Gustavo Teixeira fundam o grupo Alma Musiqueira gravando os CDs Coplas de Terra Morena e Pampiana Fé. Em 2003 é convidado junto com o grupo Alma Musiqueira por Luiz Carlos Borges para participar do Festival de Las Nueve Lunas de Cosquín, em Córdoba, Argentina, integrando o grupo, Viajantes da Pampa. Em dezembro de 2007 a convite do cantor e instrumentista argentino Yayo Cáceres gravou uma participação no documentário “El Río Suena” que trata da trajetória do ritmo Chamamé no mundo e seus principais representantes. Em julho de 2008 viaja para o Uruguai para o lançamento do CD Chamamérica com apresentações em Montevidéu e em Tacuarembó. Em 2010 é indicado ao Prêmio Açorianos de Música na categoria Instrumentista, Gênero Regional. Nos meses de fevereiro e março de 2011 viaja em turnê pela Europa junto do Grupo de danças folclóricas Os Chimangos, de Caçapava do Sul, onde participaram do IX Festival Mundial do Folclore , com espetáculos na Hungria, França, Romênia, Eslováquia e Suíça. Em 2016 fez participação como compositor e instrumentista no CD do cantor uruguaio Carlos Malo. Atualmente trabalha na divulgação do
mais recente CD, Oito Baixos de Botão, onde faz um resgate a este instrumento que foi sua base; concomitante com novos projetos: a gravação do CD Pampa e Fronteira, um trabalho de duetos de gaita de Botão, dividindo as composições e interpretação com o Acordeonista Tiago Rossato; o documentário “Idioma de Cordeona”, em que retrata os diversos sotaques do instrumento no Rio Grande do Sul; a gravação do CD Coração de Cordeona em comemoração aos seus 30 anos de gaiteiro; e o retorno do Grupo Alma Musiqueira aos palcos.

Inscreva-se

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *